TRANSTORNO OBSESSIVO-COMPULSIVO


A pessoa tem um sofrimento intenso por conta de pensamentos, imagens ou impulsos que percebe como intrusos e inadequados em sua mente. Consequentemente tenta se livrar desses pensamentos com outro pensamento ou ação. Também sofre em função de comportamentos, ações repetitivas ou rituais que não consegue deixar de fazer (checar algo ou uma tarefa várias vezes, limpeza, etc.). Esses chamados rituais, apesar de torturantes tem o objetivo de amenizar sua ansiedade, porém apresentam-se desconectados da realidade. A pessoa costuma tentar esconder esses atos em publico e nem sempre procuram ajuda profissional. Além deste comportamento ritualizado há um sofrimento por conta da lentificação nas tarefas da vida diária, atitudes de esquiva, postura de antecipação catastrófica e paradoxalmente pode manter seu ambiente sujo ou desorganizado, apesar da compulsão contrária. No convívio social podem apresentar-se com enorme dificuldade de flexibilidade nas relações e posturas rígidas. Saliente-se que apesar de aparentar uma calma ou controle nas situações, internamente estas pessoas são extremamente ansiosas e tensas.
RISCO: comprometimento acentuado da vida social, não adesão ao tratamento, comprometimento acentuado da vida profissional, acadêmica ou familiar.
Charge: Camilo Riani.

Recomendamos para você