TRANSTORNO HIPOCONDRÍACO:


A pessoa tem uma preocupação constante de estar com alguma doença. Parece ter “mania de doença”. Tem a convicção sempre presente de que está sem com algum problema físico e, portanto, sempre busca avaliações e exames para identificar a causa. Por mais que as avaliações sejam negativas, recusa-se aceitar o fato, mesmo que isso seja dito ou explicado pelos médicos. Costuma haver uma piora em situações ou contextos estressantes e frequentemente está associado à depressão. Sua angústia e ansiedade quanto à possibilidade de um problema físico sério não têm nenhuma base ou coerência. Saliente-se que não há nenhuma alteração física presente, o que diferencia da somatização.

RISCO: gastos financeiros enormes com exames laboratoriais ou procedimentos médicos. Comprometimento acentuado da qualidade de vida. Evolução para quadros depressivos, mais graves.

Charge: Camiro Riani.

Artigos recomendados