TRANSTORNO DE SOMATIZAÇÃO


A pessoa tem uma percepção de problema físico, porém avaliações médicas não conseguem justificá-lo. Geralmente estes sinais e sintomas pioram na vigência de conflitos emocionais , tensões ou situações afetivas mal resolvidas. Apesar de exames físicos e laboratoriais normais, a pessoa recusa-se em aceitar os resultados e persiste uma “saga” de várias consultas e tratamentos com profissionais de saúde buscando a causa de seu sofrimento. O quadro persiste por longo tempo com alto custo no uso de medicações e atendimentos médicos. Avaliando mais detalhadamente o contexto de vida desta pessoa consegue-se perceber um “ganho secundário” ou de atenção para si com a “doença” e, as vezes, alguma manipulação das relações interpessoais, compensação profissional, escape de responsabilidade e obtenção de cuidados de pessoas. Por outro lado, cabe ressaltar que estes mecanismos psíquicos são inconscientes e a pessoa não os percebe ou age de maneira proposital.
RISCO: altos custos com tratamentos médicos inadequados, frustrantes e bastante onerosos. Comprometimento acentuado das relações afetivas
Charge: Camilo Riani

Artigos recomendados