Retratos da vida: encontro céu e mar


De maneira faceira ela se oferece

Cantando matreira a cada ponteado,

Aninhada ao peito, no colo percebe,

Mãos macias que lhe bolinam notas.

De maneira matreira ela se entrega

Tocando faceira seu rasqueado

Com semblante de encanto ela navega

No braço do abraço encantado

E assim elas nos fazem viajar

Como num olhar perdido a beira-mar

Enfeitiçados por um encontro céu e mar

Artigos recomendados