CONVERSÃO:


A pessoa perde ou altera algum funcionamento físico, por exemplo, dos órgãos dos sentidos (visão, audição, tato, olfato, etc.) ou de locomoção (marcha) após evidente causa emocional. Algumas crises podem ser confundidas com convulsão ou outros problemas neurológicos graves. A alteração é transitória ou enquanto os fatores estressores permanecem. Os quadros mais comuns são: movimentos involuntários, tiques, marcha anormal, quedas, paralisia, fraqueza nos membros, perda da fala, vômitos, diarreia, etc. e os sintomas sensoriais (cegueira, anestesia, visão em túnel ou embasada, surdez, etc.). Saliente-se que os conflitos psíquicos desencadeantes são inconscientes
RISCO: comprometimento acentuado da capacidade de crítica e discernimento, das relações interpessoais e da capacidade profissional. Tratamentos médicos inadequados e onerosos.
Charge: Camilo Riani

Artigos recomendados